Resenha: Régis um menino no espaço



Resenha: Régis um menino no espaço



 

 





Skoob: Aqui
Editora: Clube de Autores


                                                     Sinopse
Regis e um menino comum de nove anos de idade, que, como todas as crianças, frequenta a escola, gosta de brincar e estar com amiguinhos de sua idade. Porém, ele vê a sua vida ser completamente transformada quando é sequestrado na Terra, por estranhos humanos, que o levam a um distante planeta, onde não há guerras, tristezas, doenças, dores ou morte. Suster é um planeta que devido uma estranha radioatividade, transformou seus habitantes em seres imortais. Mas como não há dores ou tristezas? Como Regis poderia sentir-se alegre, vivendo distante de seus familiares e amigos? E por que aqueles humanos os teriam sequestrado na Terra? Apesar de serem imortais, aqueles humanos sofriam de uma ausência simples: a falta do sorriso e a alegria de um rostinho infantil de uma criança para lhes dar e trazer amor, em um planeta habitado apenas por adultos; com isto, o menino da Terra era então amado como a um filho por todos.                                                                             
  Mas e a felicidade de Regis?                                                                                              
  Sua felicidade poderia estar nas grandes coisas, que só um povo muito evoluído poderia os proporcionar, mas para isto alguém teriam então que ser capaz de demonstrar uma grande prova de amor    
                                           

                                               Resenha

                Regis um menino de nove anos de idade vivia uma vida normal até que, quando ele e sua colega de classe Elizabeth voltavam da escola andando pelo caminho de sempre quando  Regis decide atalhar por outro caminho. Sua amiga não o quis acompanhar então sozinho foi ao caminho do aeroporto. Durante esse caminho uma nave o sequestrou. Essa nave tinha como tripulantes dois humanos que não viviam no planeta Terra, chamados de Tony e Rud que diziam o levar a um planeta chamado Suster que por uma radioatividade, transformou todos os seus habitantes em Imortais, mas outro efeito que ela os causou foi todos ficarem estéreis  não podendo assim ter filhos e por isso, vigiam Regis desde seu nascimento para quando chegar a hora de o levarem para lá. Suster é um planeta muito avançado que tem coisas grandiosas como parques de diversão e tecnologia muito avançada mas  para, Regis isso não mudara sua saudade e vontade de voltar a terra por isso ele teve uma ideia de tentativa de fuga que falhara e que causou grande dano. E depois disso passou a conhecer o castigo susteriano . Mas todos querem provar que o seu lugar é ali, e para isso alguém devera de  demonstrar uma grande prova de  amor.
                                                
                                   Minha opinião...
O livro aborda uma trama bem desenvolvida e elaborada, trazendo o assunto que é discutido em religiões. Dizendo que mesmo sendo planetas distintos foi Deus que criou.  A capa bem elaborada com um desenho de nave muito bom, e sua imagem de fundo também foi uma ótima escolha do autor. Na minha opinião gostei muito do livro, tem uma história interessante pra que gosta de história de E.T.(Extra Terrestres). A linguagem é formal de fácil entendimento Comprem nas melhores livrarias ou direto com o autor.
                                             O Autor...
 



 
Celso Aparecido Innocente, nome completo do autor, nasceu em Penápolis-Sp em Junho de 1958. Atualmente é aposentado da telefônica-SP, onde trabalhou por 26 anos na área de transmissão de dados e ministrativa cursos  nesta área, tal como internet e banda larga. Desde muito jovem gosta de escrever contos geralmente narrando aventuras de meninos heróis, misturando a realidade das peripécias de sua infância. Porem só recentemente começou a publicar estes contos, graças ao incentivo do clube de autores e AgBooks, onde publicou primeiro “Menino Anjo” segue consigo o lema: “O  que sou, o que tenho e que eu faço é permissão de Deus”     

Um comentário:

  1. Obrigado amigo Romes pelo carinho com que apresenta meus trabalhos em seu blog e sua página do facebook. É este carinho que faz o escritor nacional saber o quanto vale a pena e é gratificante continuar sendo criador de fantasias.

    ResponderExcluir